02 junho 2012

Resenha: Yume


Autora: Kamile Girão
Editora: Dracaena
Páginas: 364
Ano: 2011
 Por detrás das roupas surradas masculinas que costumava vestir, um mundo incrivelmente estranho se escondia. Nadia sabia que sua cabeça não era comum e que suas ideias divergiam do que era normal. Apenas ela conseguia ver o que não existia. Apenas ela era capaz de desenhar com perfeição um personagem visto em um sonho. Guitarrista, estudante, filho, cético, objeto sexual de quem o quisesse. Ainda assim, Adrien não era feliz. Contudo, a vida monótona e libertina parecera ganhar um sentido especial quando estranhos sonhos se projetaram em sua mente e quando a missão aparentemente inimaginável lhe fora imposta: impedir que uma determinada garota chegasse ao Yume, o local proibido para meros humanos. (Skoob)




 Yume chegou para mim, através do booktour. E tenho que dizer uma coisa: ele foi bem diferente do que eu imaginava.

 O livro tem como tema principal algo que todos nós já tivemos/temos/teremos na vida, os sonhos. Sim aquele momento especial quando nossa mente trabalha sozinha, e nos transporta para perto dos mais magníficos lugares ou, pessoas. Uma ótima proposta da autora, que me deixou bem animada.
 Logo no prólogo a autora deixa um grande mistério no ar, duas pessoas discutindo, não se sabe quem são, quais seus nomes, e  uma maldição é posta em cena. E fim, sem mais para não dar spoiler.

 O livro é bem dinâmico, narrado em terceira pessoa e alternando entre os dois personagens principais: Nadia Kant e Adrien Guerra.

 Nadia é uma garota de dezesseis anos que mora em Berlin, na Alemanha, juntamente com sua mãe Laura. As duas vivem em condições bem humilde em uma casa alugada que está caindo aos pedaços. Nadia faz desenhos e os vende afim de ajudar a mãe com as despesas, mas mesmo assim, mal conseguem pagar o aluguel.
"Amar o irreal doía. Porém bem menos do que a realidade". Pág. 170
 Nadia é o tipo de garota que vive no mundo da Lua, sempre se "desconecta" desse mundo e passa a sonhar acordada, no seu mundo secreto e perfeito onde ela pode se esconder, ou melhor, esquecer todos os problemas pelos quais vem passando. Em um de seus sonhos, Nadia encontra um rapaz desconhecido, que sempre a faz sentir bem, protegida. E esse tal misterioso rapaz começar a aparecer sempre, em todos os seus sonhos.
 Um dia, por falta de condições, Nadia é mandada, por sua mãe, para o Brasil, para morar temporariamente com um primo com condições melhores.

 Já no Brasil, Adrien Guerra é um rapaz de vinte e dois anos, que cursa a faculdade e é o guitarrista da banda Reticências, uma banda ainda no anonimato, mais que aos poucos vem ganhando fãs, e fazendo sucesso em suas apresentações. Adrien nunca se sente completo, nunca está satisfeito com as coisas que faz, mas também não se importa muito em fazer algo para mudar sua situação. Um dia ele começa a ter sonhos com uma garota desconhecida, e todas as noite, quando ele consegue dormir, ela aparece.

 Os personagens femininos me agradaram mais, como a Nadia e a sua melhor amiga no Brasil, Alice. Mas os masculinos me tiraram as maiores risadas. Dos fatos negativos, há cenas bem tensas que particularmente não gostei, e o grande vilão, que deu certo charme à estória, no fim não dá para formar uma opinião concreta sobre ele, e também acho que a autora poderia ter explorado mais o romance, e dado um espaço maior para o lado sobrenatural, já que algumas coisas ficaram subentendidas.

 O livro é bem diferente do tradicional, apesar de ter enrolado um pouco no meio, ele consegue prender a atenção do leitor. Algumas partes me lembraram levemente a obra de Lewis Caroll, Alice no Pais das Maravilhas, a autora até usou uma frase de Lewis para a introdução do livro, mas claro, Yume não é uma cópia, tem originalidade e um enredo completamente diferente.

 Pelo fim que teve, há a possibilidade de uma sequência, que tem tudo para ser melhor ainda. Enfim, recomendo o livro para você que quer ler algo diferente. Venha se aventurar e descobrir os mistérios do fantástico mundo proibido, Yume!

8 comentários:

  1. Pô, May, valeu pela resenha ^_^ adorei! Fico feliz que você tenha gostado de Yume.
    Muito obrigada por tudo! Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço Kami =D
      Muito sucesso para você.

      Excluir
  2. oi...May

    eu tenho vontade de ler esse livro....já vi algumas resenhas positivas....gostei da capa...e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler...

    bjiss

    Jaira

    Livros e Versos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é mesmo linda Jaira.
      Foi uma tristeza ter que mandar ele para o outro blogueiro. Haha

      Beijos

      Excluir
  3. Quero ler esse livro... a capa a sinopse e sua resenha me fizeram ficar na curiosidade =]]

    Beijos.
    #Resenha falada.

    ResponderExcluir
  4. May, adorei a resenha! Mesmo com os pontos negativos, o livro parece valer a leitura, e a capa linda já vale muito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom eu adoro a capa desse livro,acho linda ainda não sabia nada do enredo mas achei meio incógnito,preciso ler e tirar minhas próprias decisões rsrsrs quando fico encima do muro preciso ler .
    Mas sua resenha já adiantou um desenrolar bom da estória,uma boa pedida para mudar um pouco de gênero de leitura.
    Alexandra
    Magiasbook

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha!
    E realmente o livro parece ser uma leitura diferenciada. Ele me lembrou um pouco de "O Sonho de Eva" que aborda a mesma temática.

    Obrigada pelo comentário lá no Sook. E desculpe a demora para responder.
    Aaaah tem PROMOÇÃO nova lá no blog!!! Confira.

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, assim que possível retribuirei a visita.
Todas as perguntas serão respondidas aqui.
Beijos