17 julho 2011

Entrevista: Liana Cupini


 Oi gente, tudo bem?
 Ah, tenho tantas notícias para dar. Mas essa postagem vou dedicar inteiramente a entrevista com a minha autora parceira Liana Cupini, autora da trilogia "Luz e Escuridão"

 Vamos falar sobre a série, o livro "Antes tarde que mais Tarde" e pedir algumas dicas de livros.
 Então, vamos lá? 

 Conte-nos um pouco do que podemos esperar de Estigmas da Luz, o primeiro livro da série.

 Liana: Estigmas da Luz é um livro de ficção fantasiosa que levanta algumas questões: o que é certo e o que é errado? Podemos saber quem é "vilão" e quem é "mocinho" nessa história ou as pessoas apenas agem por suas próprias convicções? Confiar ou não em quem não conhecemos?
 Mas, mesmo com essa base, o livro trás muito mais coisas, entre elas aventura, romance e ação.


 Sua série Luz e Escuridão é na maior parte um Romance ou Aventura?

 Liana: Eu li em uma resenha que meu livro não trás aquele amor louco e doentio que esta destinado a durar toda a eternidade. E concordo plenamente!! rs... Existe muito amor, mas os personagens crescem no decorrer da história e com isso há várias mudanças de comportamento. E existe a aventura, que é o pano de fundo para os conflitos amorosos que acontecem.
 No segundo livro da série, Guardiões, vamos saber um pouco mais dos romances de Tomas. Quem leu o primeiro sabe que ele passou uma boa parte da história em "segundo plano" e tudo o que aconteceu com ele é revelado....


 Quais os nomes dos segundo e terceiro livros da série? E quando será o lançamento?

 Liana: O segundo livro é o Guardiões e o terceiro é O Reino. O lançamento de Guardiões estava previsto para Agosto/ Setembro, mas com a Bienal vai atrasar um pouco. Já o terceiro livro sai no primeiro semestre de 2012!


 Como já sabemos do seu livro  "Antes tarde do que mais tarde", conte-nos um pouco sobre a história dele.

 Liana: Antes Tarde que Mais Tarde é um tipico chick lit: uma protagonista perdida/ em crise. E minha querida Karla Kristina faz o inesperado (?? rs) se abre para as mudanças que o universo coloca em seu caminho. A Karla é tão viva que muita gente se identifica com ela, como se fosse uma velha conhecida, ou estivesse vivendo uma situação muito natural nas nossas vidas. E o mais interessante, como me disse o escritor Fábio Goulo, não é o final do livro, mas como as coisas vão acontecendo com ela.


 Para finalizar, tem alguma dica de leitura para nos dar?

 Liana: Bom, todos sabem que eu sou fundadora de um grupo literário, o Selo Brasileiro, e fundei esse grupo por acreditar que a nossa literatura é muito mais rica que a literatura estrangeira. Calma, você vai entender: a literatura estrangeira trás uma cultura que não é a nossa, ou seja, muitos aspectos do texto não podemos compreender (lugares, expressões, costumes, etc). Quando você lê um livro brasileiro, entende perfeitamente os conflitos, o contexto, e muitas outras coisas. Mas existe um preconceito muito grande. Então, se você ainda não deu uma chance a nova literatura brasileira, surpreenda-se. E se você leu um livro nacional que não te surpreendeu, de outras chances. Aposto que você também já leu muito livros estrangeiros que não gostou.
 Leia livros nacionais: isso é bom para o leitor, para o autor, e para a nossa cultura!!


 Então é isso pessoal, espero que tenham gostado.
 Ah, e é claro, obrigada Liana pela entrevista e por ser tão simpática ^^
 E não percam, ainda essa semana entrevista com as autoras de 7 Vidas.

2 comentários:

  1. May, adorei a entrevista mesmo. Não li os livros da Liana ainda, mas acho muito legal conhecermos um pouco mais nossos autores!

    Beijinhos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  2. Conhecia o livro, mas não conhecia a história. Agora fiquei curiosa. Vou buscar o livros para mim. <3
    Parabéns pela entrevista, May.
    Bjus.
    paraisoemapel.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, assim que possível retribuirei a visita.
Todas as perguntas serão respondidas aqui.
Beijos